Código: 7361

Lp Tom Zé Todos Os Olhos 180g

Marca: Polysom Referência: LP7361


Por:
R$ 99,00

ou 18X de R$ 7,20 com tarifa

Enviar
Avise-me quando estiver disponível

Um dos maiores artistas brasileiros e o mais tropicalista deles, Tom Zé é um inovador desde seu primeiro álbum até hoje. Depois de lançar em vinil os clássicos “Todos os Olhos” e “Estudando o Samba”, a Polysom devolve ao seu formato original “Correio da Estação do Brás”.

Clássico da música brasileira e da discografia do artista mais tropicalista desse país, “Todos os Olhos” é um marco na carreira de Tom Zé. Lançado em 1973, é um álbum experimental, angustiado, inventivo e genial. Os arranjos e as composições primam pela diversidade e por desenlaces inesperados. Os temas vão da São Paulo, que o baiano escolheu para viver, à Brigitte Bardot. Como letrista, Tom Zé faz poesia com o improvável, às vezes é alegres, outras tristes, mas sem nunca perder o sarcasmo que lhe é característico. São desse disco sucessos do compositor como “Augusta, Angélica e Consolação”, “Brigitte Bardot” e “Todos os Olhos”.
Além de “Cademar” (quase um poema concreto), “Complexo de Épico”, a country “Dodó e Zezé” (com cavaquinho de Rogério Duprat), “Quando Eu Era Sem Ninguém”, “Botaram Tanta Fumaça”, “O Riso e a Faca”, “Um ‘Oh’ e um ‘ha’” e a melancólica versão de “A Noite de Meu Bem”, de Dolores Duran.
Assim como o álbum, a capa também é histórica. Uma das mais premiadas do Brasil, ficou conhecida por ter passado pela censura mesmo trazendo a foto de uma bolinha de gude no ânus de uma modelo. Trinta anos depois, o fotógrafo Reinaldo Moraes revelou que na verdade a bolinha estava nos lábios da moça.
Um dos títulos mais procurados em vinil, “Todos os Olhos” finalmente volta a estar disponível no formato com reedição remasterizada a partir dos tapes originais.

Deixe seu comentário e sua avaliação


Características